DISCIPLINAS À SEREM OFERECIDAS


Disciplinas à serem oferecidas no 2º semestre de 2017

 

DISCIPLINAS DISPONÍVEIS (2S 2017)


Para realização de Estágio de Docência e Prática Docente

 

 

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PARA O MESTRADO

Estratégias de Ensino Aprendizagem na Área da Saúde
  • OBJETIVO: Apresentar e discutir conceitos do processo ensino-aprendizagem para adultos no contexto das ciências da saúde. Iniciar o processo de construção de competência técnica-científica para a docência no ensino superior com base em uma visão abrangente, reflexiva e integrada de sociedade. Desenvolver habilidades de prática docentes, por meio da discussão de técnicas e metodologias ativas para a ensinagem.

    JUSTIFICATIVA: No mundo moderno cibernético a educação tradicional vem sendo substituída pela educação problematizadora, a qual pressupõe participação ativa e responsável do aprendiz e exige metodologias diferenciadas de ensino-aprendizagem. Esta disciplina desenvolve seus objetivos utilizando metodologias ativas e discute, por meio do processo avaliativo, os desafios da educação atual do adulto.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: As tendências pedagógicas e sua relação com o processo de ensino-aprendizagem. A prática educativa no ensino universitário na área da saúde: os princípios da andragogia. As metodologias ativas no processo ensino-aprendizagem: Aprendizagem Baseada em Problemas; Aprendizagem Baseada em Pesquisa/Projetos; Aprendizagem Baseada em Equipes; Problematização e Aprendizagem Baseada em Fenômenos; Aprendizagem Baseada na Prática. A construção curricular visando ao uso das metodologias ativas de aprendizagem: O papel das Diretrizes Curriculares, do Projeto Político Pedagógico e do Projeto Pedagógico do Curso. O planejamento da ação educativa: as competências profissionais para a definição de conteúdos curriculares: as formas de organização dos conteúdos: o currículo mosaico (organização disciplinar), a organização inter/transdisciplinar. Formulação de objetivos educacionais. A avaliação: Do processo ensino-aprendizagem; Do projeto pedagógico do Curso.

Metodologia da Pesquisa em Avaliação de Substâncias Bioativas e Sistemas de Liberação de Fármacos
  • OBJETIVO: Apresentar e discutir conhecimentos e informações acerca da elaboração de um projeto de pesquisa, contemplando a base empírica da pesquisa científica, o delineamento do objetivo de pesquisa (pergunta e hipótese), as ferramentas de apoio ao seu desenvolvimento (comissões de ética, bases de dados para busca científica) e a formatação da apresentação dos trabalhos científicos. Ao término da disciplina, espera-se que o estudante conclua a elaboração do seu projeto de pesquisa e esteja apto a apresentá-lo e discuti-lo com a comunidade científica formada pelo grupo de colegas e professores.

    JUSTIFICATIVA: Para o desenvolvimento do projeto de pesquisa é importante que o estudante conheça os elementos necessários para o desenvolvimento de uma pesquisa científica. Além disso, o conhecimento desses elementos se faz necessário para o processo de sua formação como cientista e ao desenvolvimento de sua produção científica.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Elementos pré-textuais e textuais de um projeto de pesquisa; Normas para formatação do trabalho de pesquisa; Gerenciamento de citações e referências; Comissões de Ética em Pesquisa (humana e animal); Busca em bases de dados científicas nacionais e internacionais; Planejamento e gerenciamento do projeto; Apresentação do projeto a uma banca interna de professores.

Metodologia da Pesquisa em Uso Racional de Medicamentos
  • OBJETIVO: Apresentar e discutir conhecimentos e informações acerca da elaboração de um projeto de pesquisa, contemplando a base empírica da pesquisa científica, o delineamento do objetivo de pesquisa (pergunta e hipótese), as ferramentas de apoio ao seu desenvolvimento (comissões de ética, bases de dados para busca científica), e a formatação da apresentação dos trabalhos científicos. Ao término da disciplina, espera-se que o estudante conclua a elaboração do seu projeto de pesquisa e esteja apto a apresentá-lo e discuti-lo com a comunidade científica, formada pelo grupo de colegas e professores.

    JUSTIFICATIVA: Para o desenvolvimento do projeto de pesquisa é importante que o estudante conheça os elementos necessários para o desenvolvimento de uma pesquisa científica. Além disso, o conhecimento desses elementos se faz necessário para o processo de sua formação como cientista e ao desenvolvimento de sua produção científica.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Elementos pré-textuais e textuais de um projeto de pesquisa; Normas para formatação do trabalho de pesquisa; Gerenciamento de citações e referências; Comissões de Ética em Pesquisa (humana e animal); Busca em bases de dados científicas nacionais e internacionais; Principais desenhos de pesquisa epidemiológica; Apresentação do projeto a uma banca interna de professores.



DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS PARA O DOUTORADO

Prática Docente
  • OBJETIVO: Demonstrar ao aluno o exercício docente por meio do acompanhamento do professor em sala de aula.

    JUSTIFICATIVA: Formação de pessoal com capacidade crítica e reflexiva para o exercício da docência no ensino superior.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Exercício da atividade docente: prática na qual o aluno acompanha o percurso formativo-didático de uma disciplina da graduação, supervisionado por um professor doutor do programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Ao aluno caberá a observação do processo de ensino-aprendizagem, a participação em seminários, aulas teóricas e práticas (de acordo com cada plano de ensino do professor responsável), a participação em atividades extraclasse e a regência de classe (no limite de 20% do total das aulas da disciplina, sendo indispensável a presença do docente responsável pela disciplina).

Tópicos Avançados em Pesquisas sobre a Avaliação de Substâncias Bioativas e Sistema de Liberação de Fármacos
  • OBJETIVO: Aprimorar o método científico aplicado à linha Avaliação de Substâncias Bioativas e Sistema de Liberação de Fármacos para o planejamento de pesquisas, identificação e resolução de problemas em saúde.

    JUSTIFICATIVA: O bom planejamento de pesquisas garante a validade interna e externa dos resultados e a produção de conhecimento aplicável. A discussão científica nas pesquisas sobre a Avaliação de Substâncias Bioativas e Sistema de Liberação de Fármacos estimulará a visão crítica e a postura reflexiva do doutorando frente a novos produtos, tecnologias e ideias. A discussão deste tema permite aprimorar e expandir a fronteira do conhecimento.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Desenho metodológico de estudos na linha sobre a Avaliação de Substâncias Bioativas e Sistema de Liberação de Fármacos; Viabilidade do projeto: Planejamento e discussão de projetos considerando aspectos relevantes da linha, biotecnologias e aspectos importantes relacionados à segurança e ao efeito de sistemas de liberação de fármacos e de substâncias bioativas; Grupo colaborador; Internacionalização (possibilidade de ampliação e colaboração de parceiros internacionais); Adequação dos projetos à exigência de editais (PIPE, temáticos...); Fundamentos sobre organização e sistematização na redação científica; Estrutura, escrita e processo de publicação de artigo científico; Programas após o doutoramento: Pós-doutorado, Programas recém-doutor, nucleação.

Tópicos Avançados em Pesquisas sobre o Uso Racional de Medicamentos
  • OBJETIVO: aprimorar o método científico aplicado à linha do uso racional de medicamentos para o planejamento de pesquisas, identificação e resolução de problemas em saúde.

    JUSTIFICATIVA: o planejamento de pesquisas fundamentadas em método científico minimiza os erros e propicia maior adesão aos seus resultados. Tal cuidado induzirá conhecimento aplicável e mudanças nas práticas correntes no uso racional de medicamentos. A discussão deste tema permite aprimorar e expandir a fronteira do conhecimento.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Tradução do Conhecimento e rede de Políticas Informadas por Evidências (EVIPNet); definição do problema para a política de saúde como tema para elaboração da síntese de evidência; critérios de busca da informação nas bases de dados selecionadas e seleção dos estudos; seleção das opções para abordar o problema; avaliação da qualidade metodológica das opções selecionadas para abordar o problema; considerações para a implementação das opções de políticas de saúde; avaliação e síntese de evidências para políticas; considerações de equidade e outros aspectos; sumário executivo.



DISCIPLINAS ELETIVAS PARA O MESTRADO E O DOUTORADO

Avaliação de Tecnologias em Saúde
  • OBJETIVO: Introduzir os conceitos e aplicações da avaliação de tecnologias em saúde.

    JUSTIFICATIVA: Tecnologias em saúde compreendem os medicamentos, produtos para saúde, equipamentos médicos, insumos diagnósticos, sistemas de informação e qualquer outro material/procedimento usado na atenção à saúde. As tecnologias podem ser seguras, eficientes e estão sendo usadas racionalmente. Entretanto, existem aquelas que os efeitos adversos ainda não são totalmente conhecidos, outras que custo é inacessível ou ainda tecnologias que o uso é abusivo. Este é o campo de atividade da avaliação de tecnologias em saúde: sistematizar os efeitos conhecidos das tecnologias em saúde para nortear a tomada de decisão por sistemas de saúde.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Introdução à avaliação de tecnologias em saúde (tecnologias em saúde; propriedades e impactos avaliados; etapas de avaliação); tendências na utilização de dados primários em avaliação de tecnologias em saúde; métodos integrativos em avaliação de tecnologias em saúde; priorização de tópicos em avaliação de tecnologias em saúde; monitoramento do horizonte tecnológico; fontes de informação em avaliação de tecnologias em saúde; avaliação da qualidade de vida; adaptação de diretrizes clínicas; sistemas de saúde; sistemas de informação em saúde; avaliação de tecnologias diagnósticas; avaliação de equipamentos médicos e assistenciais; cenário nacional da avaliação de tecnologias em saúde; e cenário internacional da avaliação de tecnologias em saúde.

Bases da Evidência Científica para o Uso Racional de Medicamentos
  • OBJETIVO: Apresentar e discutir conceitos de epidemiologia clínica e práticas em saúde baseadas em evidência científicas para contribuir com o uso racional de medicamentos e promover ações estratégicas que melhorem a relação Medicamentos e Saúde.

    JUSTIFICATIVA: A compreensão do processo de seleção da melhor evidência para tomada de decisão em saúde é ferramenta essencial na formação de um pesquisador que avalia o uso racional de medicamentos.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Bases racionais do uso de medicamentos: conceitos e princípios. Os passos da pesquisa em saúde baseada em evidência. Formulando os cinco tipos de pesquisa clínica. Tipos de pesquisa clínica e a hierarquia das evidências. Ferramentas para localização da melhor evidência clínica. Avaliação crítica preliminar: risco de viés. Interpretando os resultados com base em medidas de estatística preliminar: OD, RR, NNT, Intervalo de confiança. Revisões sistemáticas e Metanálises.

Biofarmacotécnica
  • OBJETIVO: Ao final do curso o aluno deve estar apto a: (i) reconhecer os sistemas de defesa do organismo contra a entrada de xenobióticos; (ii) reconhecer e avaliar criticamente a relação entre as características físico-químicas dos fármacos, o comportamento em meio biológico e a influência na absorção; (iii) Avaliar a influência das barreiras e dos sistemas de defesa biológicos, na biodisponibilidade de fármacos administrados por via oral, cutânea, nasal, oftálmica, retal e parenteral (exceto endovenosa), e (iv) compreender a relação preponderante entre os componentes da fórmula farmacêutica e dos sistemas carreadores na biodisponibilidade dos fármacos. Propor ações biofarmacotécnicas para minimizar o efeito de barreira que diminuem a biodisponibilidade dos fármacos.

    JUSTIFICATIVA: O mestre formado em Ciências Farmacêuticas, na área de concentração deste Programa de Pós-Graduação e na linha de pesquisa voltada para o desenvolvimento e avaliação de substâncias bioativas, deve estar motivado para agregar e gerar novos conhecimentos. O conhecimento adquirido neste processo deve capacitar, cientifica e tecnicamente, a avaliar, criticamente, as os fatores que influenciam a melhor absorção de fármacos administrados por qualquer via, exceto a endovenosa. Compostos químicos e outros materiais são considerados xenobióticos e os seres vivos, em especial os animais, desenvolveram sofisticadas barreiras físicas, químicas, biológicas e fisiológicas que dificultam a entrada de substâncias estranhas no organismo. As matérias que compõem a disciplina de Biofarmacotécnica procuram aprofundar o conhecimento sobre a melhor alternativa para diminuir a ação das barreiras fisiológicas sobre a biodisponibilidade, sem, contudo, expor o usuário de medicamentos a riscos inerentes à superdosagem.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Conceito de Biodisponibilidade. Sistemas de defesa (barreiras) orgânica. Avaliação das características físicas, físico-químicas do fármaco e da forma farmacêutica na biodisponibilidade e nos efeitos indesejáveis provocados pelo sistema de dosagem. Estratégias de desenvolvimento de medicamentos para administração oral, cutânea, ocular, pulmonar, nasal e parenteral.

Biotecnologia Industrial Farmacêutica
  • OBJETIVO: Fornecer as bases teóricas e a experiência laboratorial que permitam abordar a produção industrial de produtos biológicos com aplicação (bio)médica/farmacêutica, no sentido de formar os discentes de pós-graduação numa área extremamente atual e de crescente importância: a produção biotecnológica de produtos farmacêuticos através da utilização da tecnologia do ADN recombinante, da manipulação de micro-organismos e/ou de células vegetais, animais, humanas, ou de insetos. São, por isso, apresentadas as plataformas biotecnológicas mais recentes para obtenção dos vários compostos biofarmacêuticos. Nas aulas teóricas será feita a apresentação dos conceitos teóricos relevantes, conceitos estes que serão ilustrados por exemplos de aplicação (case studies) reais, enquanto que nas aulas práticas serão realizados alguns trabalhos experimentais relacionados com as tecnologias transmitidas.

    JUSTIFICATIVA: Transmissão de inovação biotecnológica no desenvolvimento de novos produtos (bio)farmacêuticos, como forma de agregar conhecimento, gerar patentes de (bio)produtos e técnicas biotecnológicas, e aquisição de competências em Biotecnologia Industrial Farmacêutica, especificamente: 1) possuir formação adequada em domínios da Biotecnologia, como Genética, Engenharia Bioquímica, e os Bioprocessos, envolvendo biorreatores e biosseparações, a nível laboratorial ou industrial; 2) possuir formação básica em domínios específicos da biotecnologia como sejam, por exemplo, a biotecnologia microbiana, vegetal, animal, e médica, a engenharia enzimática e biorreatores enzimáticos, e a recuperação e purificação de bioprodutos, e 3) ter atingido um nível de conhecimentos de biotecnologia e competências com um grau adequado de autonomia, nomeadamente em áreas de interface entre a Bioquímica e Biologia e as Ciências da Engenharia e Tecnologia.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Unidade Letiva 1: 1. Fundamentos de Biotecnologia; 2. Princípios básicos de tecnologia de ADN recombinante; Unidade Letiva 2: 3. Biotecnologia microbiana; 4. Biotecnologia vegetal; 5. Biotecnologia animal; 6. Biotecnologia médica; Unidade Letiva 3: 7. Engenharia enzimática; 8. Reatores enzimáticos; Unidade Letiva 4: 9. Recuperação e purificação de bioprodutos.

Citoxicidade e Genotoxicidade para Avaliação de Substâncias Bioativas e Novos Materiais
  • OBJETIVO: Avaliar a possível alteração que novos materiais possam causar ao material genético por meio da utilização de técnicas moleculares e biotecnológicas.

    JUSTIFICATIVA: Cada vez mais existe a preocupação com relação à possibilidade de novos materiais levarem a formação de tumores. Um dos passos para a ocorrência de tal evento é a alteração molecular, tanto com relação a quebras ou mutações que possam ocorrer no material genético quanto a alterações epigenéticas (expressão gênica).

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Conceitos sobre estrutura do material genético; Técnicas de extração de ácidos nucléicos de diferentes organismos e tecidos; Aplicação das técnicas de PCR e suas variações; Utilização de enzimas de restrição para avaliação gênica, clonagem gênica, silenciamento gênico, expressão gênica; Transfecção e expressão de genes em bactérias e células eucariontes; Uso de transgênicos para biomonitoramento; Regulamentação da Biossegurança no Brasil; Análise genética de águas e solos; Análises “in vitro” de resposta a novos materiais; Normas de Biossegurança; CTNBio; Regulamentação da Propriedade Intelectual.

Desenvolvimento e Validação de Métodos Analíticos
  • OBJETIVO: Fornecer fundamentos necessários ao desenvolvimento de métodos analíticos para a análise de fármacos e medicamentos e seus parâmetros de validação. Objetiva-se apresentar os principais aspectos da validação analítica, assegurando tanto a implantação do método como a confiabilidade dos resultados analíticos, e discutir o processo de implantação e validação de um método analítico.

    JUSTIFICATIVA: A análise química, como base de avaliação de qualquer substância bioativa, exige o emprego de método apropriado. A estratégia de análise em problemas específicos envolve, como etapa inicial, o desenvolvimento de método analítico adequado. São fundamentais, neste sentido, conhecimento do processo de desenvolvimento analítico e dos parâmetros de validação das principais técnicas para a análise de fármacos e medicamentos.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Visão geral do processo para desenvolvimento de um método analítico. Materiais de referência e materiais de referência certificado. Critérios de validação considerando exigências oficiais. Erros e incertezas dos métodos analíticos. Parâmetros para desenvolvimento de métodos analíticos considerando características da amostra, sensibilidade requerida e variáveis operacionais. Estudo dos parâmetros para validação de método analítico considerando precisão, exatidão, sensibilidade, seletividade, linearidade, recuperação, limites de quantificação, limite de detecção e robustez. Tratamento e avaliação de resultados.

Ensaios não destrutivos de Fármacos, Excipientes e Medicamentos
  • OBJETIVO: Conduzir o aluno ao desenvolvimento e uso de metodologias analíticas, principalmente as que envolvem técnicas não destrutivas de análise, para o estudo de propriedades físicas e químicas de fármacos e excipientes usados na produção de medicamentos e seus respectivos sistemas de liberação.

    JUSTIFICATIVA: O conhecimento das propriedades físicas e químicas dos fármacos e excipientes usados na produção de medicamentos e a disposição final destes na matriz usada no processo de liberação interferem na biodisponibilidade, por isso, a importância de se conhecer estas propriedades.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Propriedades físico-químicas dos fármacos, excipientes e medicamentos, através do uso de técnicas de ensaios não destrutivos: a) atenuação de radiações ionizantes; b) tomografia computadorizada; c) fluorescência por raios-X; d) espectrofotometria e e) ativação neutrônica, dentre outras. Princípios tecnológicos e científicos atuais da tecnologia farmacêutica e dos sistemas de liberação de fármacos. Formas de liberação seletiva e controlada de fármacos, sistemas de liberação de fármacos. Modelos teóricos usados no estudo de propriedades físicas e químicas de fármacos, excipientes e medicamentos: a) modelo de Heckel e b) modelo de Walker dentre outros.

Estudos Avançados em Evidências Científicas para Práticas em Saúde
  • OBJETIVO: Aprofundar a habilidade para a identificação eficiente de pesquisas clínicas relevantes. Avançar nos fundamentos de epidemiologia clínica necessários para a avaliação crítica dos métodos e resultados empregados em estudos clínicos. Desenvolver a capacidade de tradução do conhecimento científico à prática do serviço em saúde.

    JUSTIFICATIVA: A utilização de intervenções terapêuticas com evidências de benefício parte de uma análise mais profunda de indicadores, como efetividade, segurança, custo-efetividade das tecnologias, entre outros.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Tópicos avançados em estudos de terapia: diretrizes clínicas e guias terapêuticos e protocolos clínicos. Como utilizar checklists de pesquisa para ampliação da qualidade do estudo clínico (CONSORT e STROBE). Avaliação crítica de estudos sobre intervenção. Avaliação crítica de estudos de prognóstico. Avaliação crítica de estudos de diagnóstico. Força da recomendação: GRADE. Introdução às ferramentas do DECIDE. Tipos de análises econômicas em saúde. Estratégias de tradução do conhecimento científico à prática do serviço.

Introdução à Bioestatística
  • OBJETIVO: Introduzir os conceitos e aplicações da bioestatística na área das ciências farmacêuticas.

    JUSTIFICATIVA: Estatística utiliza os fundamentos da probabilidade para explicar a frequência de eventos e para nortear inferências de fenômenos que não são atribuíveis ao acaso. Tais conceitos são fundamentais nas Ciências Biológicas e da Saúde, área de atuação da Bioestatística. Visando à tomada de decisão na área das ciências farmacêuticas, espera-se que o discente desenvolva habilidades de planejamento, de sumarização e de interpretação de observações/experimentos in vitro, in vivo ou com sujeitos de pesquisa.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: O que é a estatística e sua importância. Tipos de dados e formas de apresentação (tabelas e gráficos). Medidas de tendência central (média, mediana, moda). Medidas de dispersão (desvio padrão, erro padrão, amplitude, intervalos interquartil). Distribuição normal e teorema central do limite. Valor p. Intervalo de confiança. Medidas de frequência. Medidas de associação (risco relativo, odds ratio, harzard ratio). Tamanho de amostra. Amostragem. Análise exploratória. Teste de hipóteses. Qui-quadrado. Teste t. ANOVA. Testes de concordância. Diagnóstico. Correlação. Regressão linear. Regressão logística. Análise de sobrevida. Meta-análise.

Métodos Físicos e Químicos de Análise: Técnicas e Princípios
  • OBJETIVO: Familiarizar o pesquisador com as técnicas voltadas para análise física e química de analitos e discutir sobre as peculiaridades e aplicações de diferentes técnicas analíticas instrumentais.

    JUSTIFICATIVA: A identificação e quantificação de substâncias bioativas exigem o emprego de diversas técnicas analíticas. Para a escolha de uma metodologia analítica adequada, é fundamental o conhecimento das diferentes técnicas, considerando ainda os inúmeros aspectos técnico-científicos e necessidades analíticas específicas.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Desenvolvimento de método analítico e validação. Preparo de amostras para diferentes métodos analíticos. Métodos espectroscópicos e cromatográficos para a análise de fármacos e medicamentos. Espectrofotometria UV/Vis, espectrofotometria de infravermelho, espectrometria de massas, ressonância magnética nuclear, espectroscopia Raman. Métodos cromatográficos: cromatografia líquida de alta eficiência e cromatografia gasosa.

Neurofisiologia Aplicada ao Desenvolvimento e Avaliação de Substâncias Bioativas
  • OBJETIVO: Avaliar efeitos farmacológicos de agentes com potencial medicinal e/ou toxicológico através de modelo experimental em junção neuromuscular. Descrição morfofuncional do sistema nervoso. Fisiologia do neurônio: a origem da informação. Fisiologia da sinapse: a transmissão da informação. Fisiologia dos receptores: a recepção da informação. Informação somática: a sinapse nervo-músculo. Músculo esquelético.

    JUSTIFICATIVA: Compreender o potencial da junção neuromuscular em modelos experimentais de musculatura estriada esquelética de diferentes tipos de inervação, com diferentes animais para estudo dos efeitos e ações farmacológicas de substâncias bioativas.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Plantas medicinais, venenos ofídicos, toxinas, fármacos, cosméticos e agentes tóxicos relacionados ao aparato neuromuscular.

Políticas, Programas e Serviços de Saúde
  • OBJETIVO: Discutir e avaliar políticas, programas e serviços de saúde.

    JUSTIFICATIVA: Capacitação de profissionais para a análise e avaliação de políticas, programas e serviços de saúde.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Políticas de Saúde informadas por evidência. Políticas de Saúde no Brasil. Agenda Nacional de Prioridades de Pesquisa em Saúde. Programa Pesquisa para o Sistema Único de Saúde: gestão compartilhada em Saúde. Avaliação de Tecnologias em Saúde no Brasil. Metodologia científica na avaliação de políticas, programas e serviços de saúde.

Sistemas Biológicos na Avaliação de Substâncias Bioativas
  • OBJETIVO: Fornecer ao aluno os principais fundamentos das técnicas e dos testes farmacológicos/toxicológicos in vitro e in vivo e suas aplicações em pesquisa e avaliação de fármacos, fitoterápicos, e demais substâncias bioativas, além das principais técnicas para ensaios ecotoxicológicos.

    JUSTIFICATIVA: Medicamentos, fitoterápicos compostos bioativos, como os antioxidantes, são importantes recursos terapêuticos utilizados, juntamente com outras medidas, para a prevenção e controle de patologias. A garantia da segurança do uso dessas substâncias é de extrema relevância, uma vez que seu uso inadequado pode ser tóxico. Sendo assim, a aplicação de ensaios biológicos in vitro ou in vivo para a avaliação dos efeitos farmacológicos e/ou tóxicos de um ou mais compostos bioativos (tanto naturais quanto sintéticos) é necessária para garantir a segurança de seu uso.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: I) Ensaios biológicos in vitro: introdução aos princípios básicos da cultura celular (técnicas, preparo e padronizações); cultivo de linhagens celulares com enfoque em células de hepatocarcinoma e fibroblastos; ensaios de citotoxicidade; viabilidade celular, mutagênese e carcinogênese (cometa, micronúcleo e teste de AMES); cultura de células e biomarcadores de estresse oxidativo, outros métodos alternativos para estudos in vitro. II) Ensaios biológicos in vivo - modelos animais; índice terapêutico, toxicidade aguda, toxicidade subcrônica, toxicidade crônica, mutagênese e carcinogênese (cometa e micronúcleo em sangue periférico e medula), parâmetros bioquímicos e hematológicos, estresse oxidativo em sangue e tecidos como mecanismo para avaliação toxicológica in vivo. III) Ensaios ecotoxicológicos: testes avaliando efeitos de substâncias químicas no meio ambiente - seres vivos e comunidades naturais; bioensaio com peixe paulistinha (zebra fish); testes de micronúcleo em Tradescantia; teste de toxicidade com Daphnia magna, entre outros.

Sistemas de Liberação de Fármacos
  • OBJETIVO: Ao final do curso o aluno deve estar apto a: (i) Reconhecer e comparar os principais sistemas para liberação de fármacos e a relação biofarmacotécnica com a via de administração, o local de liberação e as especificidades do fármaco no processo de absorção; (ii) Compreender a relação preponderante entre sistema de liberação-componentes da formulação e as barreiras fisiológicas que limitam a permeação e a absorção dos fármacos; (iii) Reconhecer e avaliar criticamente os diferentes sistemas para liberação de fármacos e técnicas para liberação de fármacos alvo-específicos.

    JUSTIFICATIVA: O mestre formado em Ciências Farmacêuticas, na área de concentração deste Programa de Pós-Graduação e na linha de pesquisa voltada para o desenvolvimento e valiação de substâncias bioativas, deve estar motivado para agregar e gerar novos conhecimentos. O conhecimento adquirido neste processo deve capacitar, científica e tecnicamente, a avaliar, criticamente, as inovações tecnológicas na área de medicamentos direcionadas aos cuidados com a saúde das pessoas. A abordagem central das matérias que compõem esta disciplina é Vivendo Melhor com a Química. Nesta abordagem, os alunos são desafiados a propor ou adequar sistemas de liberação que melhorem de forma lato a convivência dos portadores de doenças crônicas com os medicamentos. Com este conceito, os sistemas de liberação de fármacos devem ser planejados, desenvolvidos e produzidos para melhorar a ação terapêutica, diminuir o desconforto dos efeitos indesejáveis e facilitar o acesso ao medicamento e a adesão ao tratamento.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: A relação preponderante entre os sistemas de veiculação de fármacos e biodisponibilidade. Principais sistemas de liberação de fármacos administrados por via oral, dermal, ocular, pulmonar, nasal e parenteral. Vantagens e desvantagens dos sistemas de liberação modificada de fármacos. Sistemas de liberação alvo direcionados. Relação entre mecanismos de defesa do organismo aos xenobióticos e propriedades dos sistemas de liberação. Propriedades físico-químicas, mecânicas e biológicas de excipientes e compósitos utilizados no desenvolvimento dos sistemas de liberação de fármacos. Biocompatibilidade de material farmacêutico.

Toxicologia da Reprodução e do Desenvolvimento
  • OBJETIVO: Esta disciplina objetiva contribuir com a formação do mestre em Ciências Farmacêuticas, fornecendo uma visão crítica sobre os efeitos toxicológicos e/ou efeitos protetores das substâncias bioativas nos diversos períodos da reprodução e do desenvolvimento animal.

    JUSTIFICATIVA: O conhecimento sobre modelos in vitro e in vivo que avaliam a eficácia e a segurança das diversas substâncias sobre a reprodução e sobre o desenvolvimento animal são necessários e obrigatórios para o entendimento da exposição gestacional às mesmas. O conhecimento científico e domínio técnico de modelos experimentais de toxicidade materna, embriotoxicidade e embriofetotoxicidade devem ser amplamente considerados na formação do mestre em Ciências Farmacêuticas que optou pelo estudo do desenvolvimento e avaliação de substâncias biotivas.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Os estudantes terão acesso às informações sobre os grupos especiais de fármacos e os riscos de sua utilização na gestação e na amamentação; substâncias bioativas com efeito protetor capazes de reduzir os efeitos de agentes tóxicos; toxicologia perinatal de produtos naturais; avaliação de toxicidade materna por meio de marcadores biológicos específicos; exposição ambiental a agentes químicos e suas interferências com a reprodução animal e humana; modelos toxicológicos em culturas de células embrionárias, baseados nos ensaios propostos pelo Centro Europeu para a Validação de Métodos Alternativos (ECVAM); modelo de embriotoxicidade in vitro (WEC); modelo embriofetotoxicidade in vivo; modelos de avaliação física e neurocomportamental.

Uso Racional de Antimicrobianos
  • OBJETIVO: Abordar fundamentos envolvidos na utilização racional de antimicrobianos.

    JUSTIFICATIVA: Os antimicrobianos constituem-se em uma classe de medicamentos de grande utilização. Seu uso inadequado leva a insucessos terapêuticos e ao aumento nos índices de resistência bacteriana. Em vista disto, requerem uma visão particularizada.

    CONTEÚDOS TEMÁTICOS A SEREM TRABALHADOS: Farmacologia básica e clínica dos principais grupos de antimicrobianos e mecanismos de resistência bacteriana. Diagnóstico do estado infeccioso, agentes etiológicos, sensibilidade, resistência e seleção do antimicrobiano, relação farmacocinética/farmacodinâmica (PK/PD) na terapêutica anti-infecciosa, tempo da terapêutica, grupos especiais (gestantes, idosos, amamentação e recém-nascidos).

 

Para maiores informações:


Tel.: (15) 2101-7104 – Coordenação do Programa de Pós-Graduação
Tel.: (15) 2101-7008 – Secretaria da Pós-Graduação